Metodologia


  •  Métodos CETESB

    L9.221 – Determinação dos Pontos de Amostragem
    L9.222 – Determinação da Velocidade e Vazão dos Gases
    L9.223 – Determinação da Massa Molecular Seca e do Excesso de Ar do Fluxo Gasoso
    L9.224 – Determinação de umidade dos efluentes
    L9.225 – Determinação de Material Particulado
    L9.226 – Determinação de Dióxido de Enxofre
    L9.227 – Determinação de Enxofre Reduzido Total
    L9.228 – Determinação de Dióxido de Enxofre e de Névoas de Ácido Sulfúrico e Trióxido de Enxofre
    L9.229 – Determinação de Óxidos de Nitrogênio
    L9.213 – Determinação de Fluoretos pelo Método do Eletrodo De Íon Específico
    L9.217 – Determinação de Material Particulado com o Sistema Filtrante no Interior do Duto
    L9.230 – Determinação de Amônia e seus Composto
    L9.231 – Determinação de Cloro Livre e Ácido Clorídrico
    L9.232 – Determinação de Compostos Orgânicos Semi-Vólateis
    L9.233 – Determinação do Sulfeto de Hidrogênio
    L9.234 – Determinação de Chumbo Inorgânico

  •  Métodos EPA

    METHOD 01 – SampleandVelocityTraverses for StationarySources
    METHOD 02 – DeterminationofStackGasVelocityandVolumetricFlow Rate
    METHOD 03 – GasAnalysis for theDeterminationofDry Molecular Weight
    METHOD 04 – DeterminationofMoistureContent in Stack Gases
    METHOD 05 – DeterminationofParticulateMatterEmissionsfromStationarySources
    METHOD 06 – DeterminationofSulfurDioxideEmissionsfromStationarySources
    METHOD 7 – DeterminationofNitrogen Oxide EmissionsfromStationarySources
    METHOD 7E – DeterminationofNitrogen Oxides Emissionsfrom Instrumental Analyzes Procedure
    METHOD 8 – DeterminationofSulfuricAcidandSulfurDioxideEmissionsfromStationarySources
    METHOD 10 – ModifiedMethod 5 SamplingTrain
    METHOD 11 - HydrogenSulfideContent in Fuel
    METHOD 12 – Determination OF Inorganic Lead EmissionsfromStationarySources
    METHOD 13B – Determinationof total FluorideEmissionsfromStationarySources(SpecificIonElectrodeMethod)
    METHOD 16A – Determinationof Total ReducedSulfurEmissionsfromStationarySources – ImpingerTechique
    METHOD 17 – DeterminationofParticulateMatterEmissionsfromStationarySources
    METHOD 18 – VolatileOrganicCompoundEmissionsByGasChromatography
    METHOD 21 – DeterminationofVolatileOrganicCompoundLeaks
    METHOD 23 A – DeterminationofPolychlorinatedDibenzo-p-dioxinsandPolychlorinatedDibenzofuransfrom Municipal WasteCombustors
    METHOD 25A – Determinationof Total GaseousOrganicConcentrationUsing A Flame IonizationAnalyzer
    METHOD 26A –DeterminationofHydrogenHalideandHalogenEmissionsfromStationarySourcesIsokineticMethod
    METHOD 29 – DeterminationofMetalsEmissionsfromStationarySourcesMETHOD OTM 29 – SamplingandAnalysis for HydrogenCyanideEmissionsfromStationarySources
    METHOD 30 – VolatileOrganicSamplingTrain
    METHOD 31 – SamplingMethod for VolatileOrganicCompounds (SMVOC)
    METHOD 44 – DeterminationofReducedSulfur Gases andSulfurDioxide in EffluentSamplesByGasChromatographic
    METHOD 50 – IsokineticHcl/Cl EmissionSamplingTrain
    METHOD 60 – DeterminationofMetals in StackEmissions
    METHOD 101A – DeterminationofParticulateandGaseous Mercury EmissionsfromSewageSludgeIncinerators
    METHOD 202 – DeterminationofCondensableParticulateEmissionsfronStationarySources
    METHOD 426 – DeterminationofCyanideEmissonsStationarySources (Equivalente SCAQMD Method 202.1/89)

  •  Métodos ABNT

    NBR 9546 – Dióxido de Enxofre no Ar Ambiente – Método da Pararrosanilina
    NBR 9547 – Material Particulado em Suspensão no Ar Ambiente
    NBR 13412 – Material Particulado em Suspensão na Atmosfera – Determinação da Concentração de Partículas Inaláveis Pelo Método do Amostrador de Grande Volume (PTS)
    NBR 10.004 – Classificação de Resíduos Sólidos
    NBR 10.005 – Lixiviação de Resíduos
    NBR 10.006 – Solubilização de Resíduos
    NBR 10.007 – Amostragem de Resíduo
    NBR 12.808 – Resíduos de Saúde – Classificação
    LEGISLAÇÕES ESTADUAIS E FEDERAIS

     

 

 

 

A seguir a indicação de algumas regulamentações aplicadas em assuntos ambientais:

 

CONAMA 491/2018
Dispõe sobre padrões de qualidade do ar, previstos no PRONAR (Revoga a Resolução Conama nº 03/1990
e os itens 2.2.1 e 2.3 da Resolução Conama nº05/1989).

 

 

CONAMA 05/1989
Dispõe sobre o Programa Nacional de Controle da Poluição do Ar – PRONAR (Complementada pelas
Resoluções nº 03, de 1990, nº 08, de 1990, e nº 436, de 2011).

 

 

CONAMA 08/1990
Dispõe sobre padrões de qualidade do ar, previstos no PRONAR (Complementa a Resolução nº 03, de
1990).

 

 

CONAMA nº 264/99
Licenciamento de fornos rotativos de produção de clínquer para atividades de coprocessamento de
resíduos.

 

 

CONAMA Nº 382/2006
Estabelece os limites máximos de emissão de poluentes atmosféricos para fontes fixas. (Complementada
pela Resolução nº 436, de 2011).

 

 

CONAMA Nº 436/2001
Estabelece os limites máximos de emissão de poluentes atmosféricos para fontes fixas instaladas ou com
pedidos de licença de instalação anteriores a 02 de janeiro de 2007 (Complementa as Resoluções nº 05, de
1989 e nº 382, de 2006).

 

COPAM 01
Fixa normas e padrões para a qualidade do ar.


 

 

COPAM nº 154/2010
Dispõe sobre o Coprocessamento de resíduos em fornos de clínquer.

 


 

CETESB – DECISÃO DE DIRETORIA Nº 010/2010/P/2010
Dispõe sobre o Monitoramento de Emissões de Fontes Fixas de Poluição do Ar no Estado de São Paulo –
Termo de Referência para a Elaboração do Plano de Monitoramento de Emissões Atmosféricas (PMEA).

 

SEMA 041/02
Estabelece padrões de emissão para processos industrial.

 

 

SEMA 054/2006
Define critérios para o Controle da Qualidade do Ar como um dos instrumentos básicos da gestão ambiental
para proteção da saúde e bem estar da população e melhoria da qualidade de vida, com o objetivo de
permitir o desenvolvimento econômico e social do Estado de forma ambientalmente segura, e dá outras
providencias.